Nova cepa da dengue é identificada em MT, diz pesquisa

Uma nova cepa do vírus da dengue foi identificada em Mato Grosso, segundo uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). No estado foi identificado a circulação do genótipo do sorotipo II do vírus, mais conhecido como cosmopolita.

De acordo com a pesquisa, a cepa está presente na Ásia, no Oriente Médio e na África. No Brasil, o primeiro caso foi registrado em Goiás e, em seguida, foram identificados casos em Mato Grosso do Sul, São Paulo e Mato Grosso.

No estado, a análise foi feita em parceria com o Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen-MT). A equipe da Fiocruz recebeu, entre 5 e 10 de junho, 32 amostras com resultado positivo prévio para dengue.

Após sequenciamento utilizando a metodologia de nanoporos, do total de amostras analisadas, 29 corresponderam ao tipo DENV-1 genótipo V, cepa mais comum no estado, e três amostras corresponderam ao DENV-2 genótipo emergente de tipo II, a variante cosmopolita.

Os casos da variante são provenientes dos municípios de CuiabáNortelândia e Sorriso. Para a pesquisa, também foram colhidos materiais nos municípios de Novo Mundo, Nova Maringá, Santo Antônio do Leverger, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Nova Santa Helena e Água Boa.

Segundo a Fiocruz, esta é a primeira detecção deste genótipo no estado.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) explica que a nova cepa é mais transmissível que as variantes que já circulam no estado, mas os cuidados preventivos a esse novo genótipo da dengue são os mesmos, como a limpeza dos quintais.

Fonte: G1 mt.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.