Primeira-dama de Campo Novo do Parecis, Preta Casagrande, ganha força para possível disputa na Assembleia Legislativa

Somados, são mais de 80 mil eleitores na região do Chapadão

Menos de um ano das eleições gerais, onde eleitores irão às urnas escolher deputados estaduais, federais, governadores, senadores e presidente da república, nos bastidores já são cogitados alguns nomes para disputa a uma das cadeiras na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Em Campo Novo do Parecis, grupos políticos buscam o consenso para que unidos com Sapezal, Campos de Júlio, Comodoro e Brasnorte tenham efetividade e dessa maneira consigam emplacar ao menos dois deputados estaduais e um deputado federal. Somando o número de eleitores dos municípios que compõem o Chapadão do Parecis, são mais de 80 mil votos, o suficiente para a viabilidade dos projetos.

Entre as possibilidades, o nome que tem ganhado destaque e conquistado apoios é o da primeira-dama de Campo Novo do Parecis, Preta Casagrande. Empresária e atuante nas causas sociais, tem a seu favor o histórico de sua família, que há 30 anos atua no comércio varejista na região e o fato de defender a valorização da mulher como o combate à violência doméstica e a própria inserção das mulheres na política.

O apoio dos grupos políticos, inclusive chefes do executivo é outro fato que colabora para sua candidatura, pois o prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande é irmão de Preta Casagrande. Esse alinhamento pode ser a base de um projeto vitorioso.

Os municípios da região do Parecis veem na primeira-dama Preta Casagrande a possibilidade de conquistar a representatividade que historicamente nunca existiu.

“Acredito que devemos deixar a vaidade de lado e nos unir em projeto que sabemos que pode ser vitorioso. Muitos políticos usam essa eleição como trampolim, ou seja, para se promover para a eleição municipal, mas acabam atrapalhando a região, pois se todos apoiarmos um projeto que tem viabilidade, todos nós ganhamos”,

destacou dirigente do partido Liberal (PL) de Sapezal, Vanderlei  Bianchi.

Vanderlei ainda destacou que o Partido Liberal (PL) já trabalha para fortalecer a sigla nos municípios e com a filiação de Bolsonaro, o partido deve fazer o convite para que Preta Casagrande dispute as eleições pelo PL.

 

Fonte: Diário da Serra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *