Por unanimidade, TRE anula sentença e absolve Rafael Machado

Na manhã desta quinta-feira (26), os juízes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) anularam a sentença que cassava o diploma de prefeito e tornava Rafael Machado inelegível.

continua depois da publicidade

O brilhante jurista Lenine Póvoas, representante do prefeito, pediu que fosse provido o recurso para julgar improcedente a condenação. Unânime, o colegiado acompanhou o voto do relator Bruno D’Oliveira Marques, que votou pelo provimento do recurso e anulação da sentença condenatória.

No início de agosto, Rafael Machado se mostrou tranquilo quanto as acusações. “Eu confio demais na justiça, por isso estou tranquilo em reverter a cassação”, afirmou o chefe do executivo. Rafael sustenta que dos 46 vídeos que a oposição disse que foram postados em período vedado, em 15 não constam símbolos da administração pública, em dez ele sequer apareceu e muitos são visivelmente amadores. “Houve uma clara indução ao erro, feito de maneira maldosa pelos nossos adversários”.

“Em todos os conteúdos, a intenção sempre foi dar informação de interesse público e com o intuito de prestar contas à sociedade com caráter educativo e informativo”, afirmou ele. O chefe do executivo reforça que se as postagens tivessem cunho eleitoreiro, ele não teria suspendido em 2020, ano que ocorreu a eleição, e os adversários também não teriam pedido a cassação dele somente depois do pleito eleitoral ter ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *